terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Sobre uma matéria interessante...

Genti do céu, logo depois daquela semi-epifania-adolescente do post passado eu vi essa matéria, e ela comprova o que eu disse, toma romantiCUZINHUS!

Casal na cena famosa ops-a-máquina-de-lavar-virou-uma-espuma-infinita, que romântiCU!

Londres, 16 dez (EFE).- As comédias românticas "made in Hollywood" podem atrapalhar um relacionamento amoroso, porque colocam uma marca muito alta em matéria de expectativas, segundo um estudo da Universidade Heriot-Watt, de Edimburgo.

Segundo os psicólogos, esse tipo de filme, com argumentos muito pouco plausíveis e finais felizes altamente improváveis, transmitem uma falsa sensação de "relações perfeitas" e expectativas nada realistas.

Os cineastas simplificam também excessivamente o processo de iniciar o relacionamento e dão a impressão de que é algo que se consegue sem nenhum esforço por parte do casal.

A equipe da universidade escocesa analisou 40 filmes de grande bilheteria que estrearam entre 1995 e 2005, e distribuiu depois entre várias centenas de pessoas questionários sobre suas relações sentimentais.

Os psicólogos chegaram à conclusão de que as pessoas que gostam de comédias românticas muitas vezes não conseguem uma comunicação eficaz com seus parceiros.

"Os assessores matrimoniais deparam-se com freqüência com casais que acham que as relações sexuais devem ser sempre perfeitas e que não sentem a necessidade de se comunicar com a outra pessoa para expressar seus desejos", diz o psicólogo Bjarne Holmes, que dirigiu o estudo.

"Embora a maioria saiba que é pouco realista esperar que um relacionamento seja perfeito, alguns continuam sendo muito mais influenciáveis do que achamos pela forma como o cinema ou a TV apresentam essas relações", acrescenta o especialista.

A idéia de que é necessário investir tempo e energia em uma relação não é precisamente popular entre os cineastas, critica.

Segundo Kimberley Johnson, outra psicóloga que participou do estudo, "os filmes refletem a emoção que acompanha uma nova relação, mas dão a entender equivocadamente que a entrega amorosa e a confiança acontecem desde o momento em que duas pessoas se conhecem, quando são qualidades que normalmente levam anos a se desenvolver".

Os pesquisadores se propõem a realizar agora um estudo internacional mais amplo sobre o mesmo tema, e colocaram um questionário a respeito no site

(Tá sem ponto final por erro do Yahoo mesmo)

Fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/16122008/40/entretenimento-comedias-romanticas-atrapalhar-relacionamento-diz.html

3 comentários:

urubato@gmail.com disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rony Barbosa disse...

Existem romances e romances.

Wagner disse...

interesante, porém não diz muita coisa para mim...
É o mesmo que dizer (e pesquisas também já procuraram provar) que o jogo counter strike (e outros do gênero) influênciam os jovens a se tornarem violentos, as vezes chegando - em casos extremos - a metralhar todos os espectadores em uma sala de cinema ou seus coleguinhas da escola.
Porém, acredito que essas pessoas já têm a semetinha da 'pscicopatia' muito bem plantadas, esperando apenas uma desculpa como adubo para germinar.
O mesmo acho dos infelizes no amor baseado nas pesquisas de influencias de comédias românticas com relações simplificadas-não-realistas-com-sexo-perfeito-cameron-dias-ashton-cutcher-com-cenas-de-espumas, essas pessoas já estavam fadadas à infelicidade amorosa.
Eu não sou romantiCUZINHO at all, mas não concordo com essas visões apocalipticas. ;)